Image hosting by Photobucket

03 julho, 2006

Happy Birthday, Mr. Prefident!
Por Fran Pacheco

Norminha não vê a hora de cair de boca no bolo dos Terríveis.

Como diriam os filósofos do futebol, os mesmos que cunharam a paradoxal expressão “jogada de bola parada”: “não é todo dia que se completa 2 anos...” Pois este infame (com muito orgulhôô) espaço mediúnico completa nesta noite abafada, às margens flácidas do Rio Negro, vejam só... dous anos! E eu que quando via aquela colegial de 17 anos (17 pode, Dr. Márcio?) transbordando carnes de sua liliputiana saia azul, indolente, à sombra prazenteira de um Ficus benjamim da Getulio, ah, quando a via se destacando naquele mar de pernas, meus olhos marejavam comovidos, basicamente por dois motivos: 1) Como alguém pode ser tão boa? 2) Como alguém é capaz de ter só 17 anos?! E, ora veja, não é que nosso Club tem ainda menos? Dous anos! Estamos ficando novos, viu, Irmão Paulo, Stella, Hedô, Cecê, Torqua, Cartier, Batatinha...

Nessas horas bate um flexebeque. Lembro, mui vagamente, que no princípio era o Verbo. O grande Papo. O Éter ainda era um conceito muito amplo para ser engarrafado e dar aquele barato no sábado gordo. Quando surgiram as cousas em geral tratamos de consumi-las na maior sofreguidão. Sem limite. Depois veio o Tempo, que é dinheiro, e com o qual tentamos pagar em vão nossas dívidas. Só nos restou o Desbunde e o Desencarne.

Mas que ninguém venha cobrar a conta agora. Nunca enganei vivalma, disso posso me orgulhar. Todos sempre souberam do tratante com que estavam lidando. Quem me vendeu fiado sabia muito bem no que estava se metendo.

Só não fui enterrado como indigente pela caridade de nobres e ricaças senhôras a quem consolei em momentos difíceis, como longas ausências de atarefados maridos. Sobre meu esquife, o lábaro dos Terríveis e a bandeira do Vasco. Sob minha carcaça, bem escondidas, promissórias, recebíveis & moedas podres em geral. E regando aquele campo santo, o pranto dos credores.

Agradeço ao Cesário Camelo pela oratória impecável durante a inumação. Nunca vi alguém mentir tão bem a meu respeito. Ninguém acreditou, podes crer, mas me senti tal e qual Abraão Lincoln em seu velório: morto, mas se achando. Os acepipes árabes no cocktail do velório também estavam o ó do borogodó, viu Hedô?

Do lado de cá pude ver o crescente triunfo das nulidades (e o pequeno Ruy, dizendo em sete idiomas “eu disse! eu disse!”). O que só me fez ficar cada dia mais puto – e Irmão Paulo bem sabe o quanto isso é ruim para um desencarnado. Não deu outra: resolvemos romper o silêncio. As mesas brancas e terreiros de umbanda nunca mais foram os mesmos. Ficou claro que o espaço adequado ainda estava para surgir.

Então se fez a Luz do monitor e levamos algum tempo para entender aquela profusão icônica, a metáfora das Janelas, a Teia de Alcance Mundial, a grande sacada do mouse, que não era a praia do nosso amanuense-mor, Chico Xavier. Irmão Paulo se queixava da falta que lhe fazia o barulho da Olivetti Lettera de estimação (eu atacava de Olympia Traveller). Mas Torquato, sempre ligado nas transas siderais, percebeu ali, naquela zona autônoma, a chance de Ocupar Espaço. E não deu outra. Partimos para a última carga de cavalaria brancaleone da era muderna.

Stella Maris, que anda meio sumida desde que virou encosto do jogador Cristiano Ronaldo, perguntou há 2 anos: “sobreviverá o Club dos Terríveis à eleição de outubro?” Como podes constatar, Stellita, continuamos na trincheira, sim, ainda que na última lona, sem ter no * o que o carcará roa, mas sobrevivemos (espiritualmente, é lógico). Aliás, todos sobreviveram àquele outubro, os que ganharam e os que perderam a eleição. Estão todos ou conspirando, ou nadando no orçamento, esbaldando-se como nunca, explorando os limites deste esporte radical que é jogar o país num abismo cada vez maior.

Deixo aqui consignada nossa eterna gratidão ao Capiroto Mendes & sua Juventude Amazonista, ao desbundado Bisneto, ao Sarafa & seus sarafetes raivosos, ao Beato Salú, ao Governador Cadeirudo, ao Cordeiro, ao Sabino & Soraya, ao Moço do Flog, Bruno Babbaca e a tantas outras aberrações que tornaram tão fácil nosso trabalho de zoar a “zelite” política local. Que bom que vocês voltaram!

É pena que na maioria das gentes ainda não tenha aflorado o dom da mediunidade. Melhor assim, pra mim já está de bom tamanho a Raika ser "a nova cara do Espiritismo", conforme a Época, (coisa mais linda, né não?). Quanto ao resto de vós, os vivos, infelizmente, não poderão curtir a esbórnia programada para o badalar da meia-noite, quando depois de bolinarmos o Frei Fulgêncio (só de sacanagem), promoveremos animada e refinada bacanal nas ruínas do Cabaré Chinelo. (Não vá furar conosco, doce Raika...)

Quero registrar, no estertor deste post, nosso agradecimento aos cinco abnegados leitores e aos seguintes convivas do além-túmulo, que muito gentilmente inspiraram ou cederam (sem saber) volumosa parte dos insights, witticisms e despautérios com que floreamos este vale de lágrimas (rol não exaustivo): Sérgio Porto, Antônio Maria, Barão de Itararé, Leon Eliachar, João do Rio, Henfil, Mendes Fradique, Campos de Carvalho, Zé Trindade, Tarso de Castro, Vinicius de Moraes, Oduvaldo Viana Filho, Groucho Marx, Robert Benchley, S. J. Perelman, George Bernard Shaw, Lenny Bruce, Graham Chapman, Noel Coward, H. L. Mencken, P. G. Woodehouse, Ogden Nash, Ambrose Bierce, Joseph Heller, Evelyn Waugh, Alfred Jarry, Saki, Thomas Nast, George S. Kaufman, Fred Allen, Giovanni Bocaccio, Fran Lebowitz, Harvey Kurtzman, Ernie Kovacs, Richard Pryor, Geoffrey Chaucer, François Rabelais, W. C. Fields, Marty Fedman, William Shakespeare, Buster Keaton, Jonathan Swift, Andy Kaufman, Dorothy Parker, James Thurber, Mark Twain, Bob Hope, Billy Wilder, Oscar Wilde, George Burns, Terry Southern, Hunther Thompson e a turma da velha guarda: Horácio, Petrônio, Apuleio, Juvenal, Aristófanes & Cia. Além, é claro, do maior de todos os criadores de citações: o imortal Anônimo. E, diante de Baco, peço a bênção e um trago!


 

3 Comments:

  • At 11:12 AM, Anonymous Anônimo said…

    Here are some links that I believe will be interested

     
  • At 11:28 AM, Anonymous Anônimo said…

    Here are some links that I believe will be interested

     
  • At 1:54 AM, Anonymous Anônimo said…

    Greets to the webmaster of this wonderful site! Keep up the good work. Thanks.
    »

     

Postar um comentário

<< Home