Image hosting by Photobucket

05 julho, 2006

Começou o programa eleitoral gratuito
Por Torquato Piauí


1. na geléia geral brasileira um monumento pop-tropicalista é mostrado hoje, quarta-feira, no jornal mais vendido do amazonas. tem como pano de fundo a sequência de manchetes denunciando a jogatina desenfreada que rola no cassino da compensa. sim, é um filme antigo: provavelmente o cadeirudo não honrou os contratos acordados previamente e está sendo cobrado publicamente: sim: acontece. mesmo nas piores famiglias.

2. o clube dos terríveis é o que for preciso. se não fossêmos nós, alguém o faria. os assobios, as palmas e as vaias não nos interessam. a canção que o povo canta (c.f. vandré & etecétera) é pouca e frouxa e não importa: a mãe da virgem diz que não. e não. a crítica diz que o cadeirudo é ladrão e ele diz que não. e não se fala mais nisso.

3. mas ninguém escapa de uma boa cantada? ou de um bom acerto pecuniário longe das massas ignaras? aguardemos. se o fogo baixar, o acerto foi feito. se não, não.

4. na geléia geral brasileira, a corrupção é um fenômeno muito mais amplo do que geralmente se vê nos surtos moralistas de a crítica. a corrupção é absolutamente evidente: ninguém, a bem da verdade, esconde o seu jogo. estamos todos ao redor da mesa, a mesma mesa, e somos vistos. pois: é preciso virar a mesa (hélio oiticica).

5. e somos, baby. por detrás dos vidros e do vídeo somos vistos e julgados. tropicália/marginália. mas você não vê que o buraco fica mais embaixo e por isso estamos aí, bicho. o club dos terríveis é a medida mais justa do possível, no coração do cemitério são joão batista. porque é a opção mais natural e ampla. meter o dedo na ferida. e deixar sangrar. rir é o melhor remédio.

6. escolhi reencarnar no club dos terríveis porque ele não é liberal mas libertino, a antifórmula abrangente: os terríveis estão mortos, viva os terríveis. todos os posts serão aceitos, menos os conformistas (seja marginal). todos os papos, menos os repressivos (seja herói). a voz de ouro do brasil canta parabéns para você. dois anos de bagunça.

7. soy loco por ti, américa, pela vereda tropical eu vou, em busca da verdade tropical, que não está em nenhum jornalão. ainda sem lenço/sem documento, inédito, anônimo e livre. exercito minha liberdade possível, pois para isso fomos feitos. e canto todos os hinos no banheiro, para não cair em tentação. viola enluarada! a tropicália polimorfa é pornográfica, como convém. vitrola enxovalhada! varíola. e não me visto de bom moço, porque o mundo é muito novo em latino américa. desafinar o coro dos contentes. sim: e sempre. as eleições/ereções desse ano prometem. aguardemos, pois.

 

3 Comments:

  • At 8:16 PM, Anonymous Anônimo said…

    Here are some links that I believe will be interested

     
  • At 7:56 PM, Anonymous Anônimo said…

    Greets to the webmaster of this wonderful site! Keep up the good work. Thanks.
    »

     
  • At 2:10 AM, Anonymous Anônimo said…

    Your are Nice. And so is your site! Maybe you need some more pictures. Will return in the near future.
    »

     

Postar um comentário

<< Home